Skip to main content
Article
Os Perigosos Sábios do Sião I
As Artes entre as Letras (2012)
  • Paulo Ferreira da Cunha, Universidade do Porto
Abstract
Julga-se o grau de civilização de um país pelo relevo que nele têm os preconceitos enraízados, essas pseudo-verdades que não se discutem. Falta em espírito crítico o que sobra em demagogia. Estamos a assistir nalguns pontos da Europa, e mesmo em Portugal (onde os nossos brandos costumes e convivência ancestrais também convivem com um inconsciente coletivo de inquisição e polícia política), a um crescendo na criação de bodes expiatórios, que é uma das formas clássicas de fuga aos problemas sociais e económicos crescentes (a outra é a guerra: ainda aí não chegamos...). Descarregar a culpa sobre "os suspeitos do costume" é um exercício de desopressão social e de desculpabilização dos verdadeiros culpados pelo estado a que se chegou... E do estado a que se quer que se chegue. Sejam eles quem forem. Porque não se pode condenar nenhuma pessoa ou grupo sem um justo julgamento, e não insultos na praça pública, que hoje são os media, Internet incluída.
Keywords
  • Discriminação,
  • Preconceito,
  • Teoria da Conspiração,
  • Bode expiatório,
  • Protocolo dos Sábios do Sião
Publication Date
March 14, 2012
Citation Information
Paulo Ferreira da Cunha. "Os Perigosos Sábios do Sião I" As Artes entre as Letras Iss. n.º 70 (2012)
Available at: http://works.bepress.com/pfc/148/