Skip to main content
Article
Programa Mínimo para a Democracia
A Viagem dos Argonautas (2012)
  • Paulo Ferreira da Cunha, Universidade do Porto
Abstract
Muitos consideram já que a situação que se vive não é mais de Democracia. É um veredicto perigoso e grave. Mas deve ser considerado. Independentemente dele, porém, é preciso pensar e repensar a Democracia. Pessoalmente, pensamos que ela tem, em Portugal, uma excelente base consensual: a Constituição. E não é por acaso que verdadeiros inimigos de uma Democracia plena (política, cultural, social, ecológica...) são inimigos da Constituição. É sempre salutar discutir a Democracia. É sinónimo dela... Ou que, na sua falta, há quem com ela se preocupe. Contudo, mais que isso nos parece urgente defendê-la. E o programa mínimo de defesa da Democracia moderna é ainda a Constituição, atacada de forma despudorada agora mais pela prática que pela teoria. Mas voltarão os tempos de ataque expresso, não nos iludamos. E depois, sofremos já os ataques por desprezo.
Keywords
  • Democracia,
  • Utopia,
  • Crise,
  • Constituição,
  • Consenso Democrático
Publication Date
January 17, 2012
Citation Information
Paulo Ferreira da Cunha. "Programa Mínimo para a Democracia" A Viagem dos Argonautas (2012)
Available at: http://works.bepress.com/pfc/143/