Skip to main content
Popular Press
O Juiz como Instituição da Ordem Espontânea
Ordemlivre.org (2010)
  • Bruno Meyerhof Salama
  • Lucas Mendes
Abstract
Este comentário trata de algumas questões adicionais que complementam a caracterização de “direito” dada por Hayek, discutida em resenha anterior. Começamos com a discussão do propósito do direito segundo Hayek. A seguir discutimos a caracterização dada por Hayek aos juízes, a quem considera “instituições de uma ordem espontânea”. Finalmente, discutimos o sentido em que se pode considerar a atuação dos juízes como sendo “conservadora”.
Keywords
  • Juiz,
  • Instituição,
  • Ordem Espontânea,
  • Hayek,
  • Direito,
  • Liberdade
Disciplines
Publication Date
April 13, 2010
Citation Information
MENDES, Lucas; SALAMA, Bruno Meyerhof. Série de resenhas sobre “Direito, Legislação e Liberdade”, de Friedrich Hayek: O Juiz como Instituição da Ordem Espontânea (OrdemLivre.org, 2010); Direito como Liberdade (OrdemLivre.org, 2010); O Imutável Conceito de Direito (OrdemLivre.org, 2010); Oportunismo: O Algoz da Liberdade (OrdemLivre.org, 2009); Hayek e a Idéia de Ordem Espontânea (OrdemLivre.org, 2009); Razão e Evolução: A Epistemologia da Ordem Liberal (OrdemLivre.org, 2009); Direito, Legislação e Liberdade: A Obra-Prima de Hayek, 2009. Disponível em: https://works.bepress.com/bruno_meyerhof_salama/50/. Acesso em XX.XX.XXXX.